Crônica de gente pouco importante 2: Tefé, século XVIII

| 22/09/2014 às 09:57

RELACIONADAS

 

Comentários

  1. Juarez Silva disse:

    Esses resgates me emocionam… 😉

  2. Erika Almeida disse:

    Patricia Sampaio, muito interessante e original o seu texto. Escrever sobre os que apenas existiram, mostra-nos que eles têm muito o que dizer. Vou aguardar o seu próximo texto ansiosamente. Saudações!!

  3. Alcemir Teixeira disse:

    João, Fernando, o Sargento Filipe, apesar de ainda não ter podido vir a Tefé do século XXI, a sra. já é bem conhecida pelos alunos da graduação em História. Parabéns pelo trabalho.

Deixe seu comentário

Leitores e leitoras, seus comentários são importantes para o debate livre e democrático sobre os temas publicados na agência Amazônia Real. Comunicamos, contudo, que as opiniões são de responsabilidade de vocês. Há moderação e não serão aprovados comentários com links externos ao site, ofensas pessoais, preconceituosas e racistas. Agradecemos.

Translate »