Marneide Trindade Pereira

  Apenas com uma procuração e um substabelecimento falsos, uma quadrilha quase se apossou de 3,3 bilhões de reais do Banco do Brasil em Belém. O “quase” ficou por conta da então juíza Vera Araújo de Souza (promovida posteriormente ao desembargo por merecimento) e da desembargadora Marneide Pereira Merabet, que autorizaram o saque do dinheiro, […]

12/11/2018 20:09

Carregar mais