Cultura

O mito de origem de uma breve história sobre a fotografia no Estado de Rondônia

Por Gabriel Bicho Publicado em: 19/08/2021 às 12:18
O mito de origem de uma breve história sobre a fotografia no Estado de Rondônia
Gabriel
Gabriel Bicho

Gabriel Bicho é artista e curador, atualmente gradua Museologia pela UFPel - Universidade Federal de Pelotas. A[dor]a-dor; do norte, duma terra de castanha, farinha de coco e tucumã, bebedor de açaí e comedor de tapioca, fazedor de suco de cupuaçu e cuscuz com queijo; banhado pelas águas do rio madeira, com sangue Aurigrená, purinho; da margem, ser d’água, ribeiro olhar, da mata-floresta; um ser migrante, de sorriso ao pôr, do sol, lá do porto, velho porto, doce Porto Velho com sabor de banana frita e tambaqui assado; mas também de lá e cá, do tacacá, do Brasil, e do sul, da terra, dos nós, todos nós.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Prezados leitores e leitoras da Amazônia Real, o espaço de comentário do site é para sugestões, elogios, observações e críticas. É um espaço democrático e de livre acesso. No entanto, a Amazônia Real se reserva o direito de não aprovar comentários de conteúdo preconceituoso, racista, sexista, homofóbico, com discurso de ódio e nem com links de outros sites. Muito obrigada.