A Hidrelétrica de São Luiz do Tapajós: 15 – O EIA endossa grilagem de terras ribeirinhas

| 24/10/2016 às 18:02

RELACIONADAS

 

Comentários

  1. Carlos disse:

    Olá Philip. Fazendo a análise do EIA para mim ficou claro que o mapa acima corresponde aos imóveis dos ribeirinhos resultantes do cadastro fundiário realizado no período do EIA. Que por sinal segue o Ação Civil Pública do MP de 2006, delimitando que cada um dos imóveis vão da beira do rio até dois km antes da transamazônica.
    Portanto, o mapa não corresponde às “reivindicações fundiárias da Indussolo” como exposto.
    Abraços.

    • Amazônia Real disse:

      Prezado, leitor.
      Informamos que o Mapa da área de Montanha e Mangabal, apresentado no EIA, não cita as áreas da empresa citada pelo leitor, mas sim áreas ilegalmente apropriadas (“griladas”) como propriedades legítimas.
      Obrigada por sua leitura.
      Amazônia Real.

Deixe seu comentário

Leitores e leitoras, seus comentários são importantes para o debate livre e democrático sobre os temas publicados na agência Amazônia Real. Comunicamos, contudo, que as opiniões são de responsabilidade de vocês. Há moderação e não serão aprovados comentários com links externos ao site, ofensas pessoais, preconceituosas e racistas. Agradecemos.

Translate »