Povos Indígenas

Índios korubo fazem segundo contato em 18 anos no Amazonas

Mulher da etnia Korubo carrega  criança  no Vale do Javari (Foto Arquivo: Ananda Conde/Funai/ISA)
17/09/2014 18:50

A Fundação Nacional do Índio (Funai) divulgou nesta quarta-feira (17) que índios isolados da etnia Korubo fizeram um segundo contato em 18 anos com pessoas de fora de seu grupo. No dia 9 de setembro, um homem e uma mulher, acompanhados de quatro crianças, formalizaram diálogos com indígenas da etnia Kanamari da aldeia Massapê, que fica na Terra Indígena Vale do Javari, localizada no extremo oeste do Estado Amazonas, na fronteira do Brasil com o Peru.

O primeiro contato dos índios korubo aconteceu em 1996 durante uma expedição ao Vale do Javari coordenada pelo sertanista Sydney Possuelo, ex-presidente da Funai. Na ocasião, o contato foi necessário por causa dos sucessivos conflitos com mortes de índios e não-indígenas na região, segundo a fundação.

A Funai informou que os índios isolados da etnia Korubo recém contatados estão desde o dia 10 de setembro abrigados na base de Proteção Etnoambiental Ituí-Itaquaí do órgão, na Terra Indígena Vale do Javari.

À agência Amazônia Real, a assessoria de imprensa da Funai disse que investiga os motivos que levaram os índios Korubo a se aproximarem de outra etnia e estabelecer o contato. Segundo o órgão, embora não apresentassem doenças, os indígenas foram vacinados preventivamente por funcionários da Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena) na aldeia Massapê e o quadro de saúde deles é bom.

De acordo com a Funai, a população atual de índios Korubo contatados é de 33 pessoas. Eles vivem em uma área do rio Ituí, no Vale do Javari. Há outros grupos Korubo que permanecem em situação de isolamento e que são monitorados pela fundação por meio de sua Frente Etnoambiental.

A área territorial da Terra Indígena Vale do Javari fica localizada no município de Atalaia do Norte, distante a 1.136 quilômetros de distância de Manaus (AM). Segundo a Funai, é neste território onde estão localizadas as maiores referências de indígenas considerados isolados ou de pouco contato no mundo. Na reserva vivem mais de 5.000 indígenas das etnias marubo, mayoruna, kanamari, kulina e matís, além dos grupos isolados, cuja população não é estimada.

Rio Xinane

No dia 29 de junho, um grupo de sete índios isolados de etnia desconhecida fez contato com indígenas da etnia Ashaninka da aldeia Simpatia, no Estado do Acre, na fronteira com o Peru. O grupo contraiu gripe e teve que receber atendimento médico. Atualmente, segundo a Funai, 24 índios, denominados povo do rio Xinane, estão vivendo na base da Funai do Alto Rio Envira, distante 400 quilômetros de Rio Branco (AC),

 

Notícias relacionadas

Comentários

  1. Bruno Mangilli disse:

    Muito interessante! Parabéns pela matéria

Deixe seu comentário

Leitores e leitoras, seus comentários são importantes para o debate livre e democrático sobre os temas publicados na agência Amazônia Real. Comunicamos, contudo, que as opiniões são de responsabilidade de vocês. Há moderação e não serão aprovados comentários com links externos ao site, ofensas pessoais, preconceituosas e racistas. Agradecemos.

Translate »