Elvira Eliza França

Uró Bahsamorĩ bayaroti wepo: uma voz musical que soava quando não existia nada

Por Elvira Eliza França Publicado em: 28/11/2018 às 16:52
Uró Bahsamorĩ bayaroti wepo: uma voz musical que soava quando não existia nada
Elvira Eliza
Elvira Eliza França

Elvira Eliza França é mestre em Educação pela UNICAMP, pós-graduanda em Neurociência e Comportamento pela PUC (RS), especialista em Programação Neurolinguística pelo NLP Comprehensive dos EUA e graduada em Comunicação Social pela Universidade de Mogi das Cruzes (SP). É autora dos livros: “Crenças que promovem a saúde: mapas da intuição e da linguagem de curas não-convencionais em Manaus, Amazonas” editado pela Valer e Secretaria de Cultura e Turismo do Amazonas (2002); “Corporeidade, linguagem e consciência: escrita para a transformação interior” (1995), “Dimensões interiores da escrita: a voz da criança interior” (1993), “Do silêncio à palavra: uma proposta para o ensino da filosofia da educação” (1988) e “Filosofia da educacão: posse da palavra” (1984), publicados pela Editora Unijuí (RS).

2 Comentários

  1. Avatar JAIME ALEM disse:

    Linda e instigante entrevista, que vem aguçar a curiosidade sobre as culturas indígenas no que se refere a música e espiritualidade, visões tão diferentes da prática musical, digamos, ocidental, canibalizada pelo mercado, perdida de sua essência, esquecida de sua origem.
    Parabéns à querida Elvira Elisa França, amiga dos tempos da juventude. Tantos anos que não nos vemos mas sua inteligência e sensibilidade reverbera entre nós aqui no sul do país.
    Grande abraço.

    Jaime Alem

  2. Avatar Elvira Eliza França disse:

    Parabéns, Alberto, pela organização das fotos, que trouxeram um aspecto muito lindo à entrevista.

Deixe o seu comentário!

Prezados leitores e leitoras da Amazônia Real, o espaço de comentário do site é para sugestões, elogios, observações e críticas. É um espaço democrático e de livre acesso. No entanto, a Amazônia Real se reserva o direito de não aprovar comentários de conteúdo preconceituoso, racista, sexista, homofóbico, com discurso de ódio e nem com links de outros sites. Muito obrigada.