Política

Por que as mulheres negras não podem parar de marchar

Por Roberta Brandão Publicado em: 31/08/2021 às 17:52
Por que as mulheres negras não podem parar de marchar
Correções
Personagem identificou erro na grafia do seu nome: o correto é Joana Carmem Machado e não Joana Chagas.
Citações
“A luta das mulheres negras fica imprensada entre o racismo do feminismo branco e o machismo do movimento negro”, explica Nilma Bentes, intelectual e uma das fundadoras da Cedenpa.
Local de Cobertura
Roberta
Roberta Brandão

É graduada em Jornalismo, Publicidade e Propaganda, e Mestranda do Programa de Comunicação da Amazônia (PPGCOM-UFPA), Bolsista CAPES. É fotógrafa, produtora, ativista cultural, carimbozeira, batuqueira, mãe do Gaitán e mulher na Amazônia. ([email protected])

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Prezados leitores e leitoras da Amazônia Real, o espaço de comentário do site é para sugestões, elogios, observações e críticas. É um espaço democrático e de livre acesso. No entanto, a Amazônia Real se reserva o direito de não aprovar comentários de conteúdo preconceituoso, racista, sexista, homofóbico, com discurso de ódio e nem com links de outros sites. Muito obrigada.