Povos Indígenas

Garimpeiros invadem aldeia no Vale do Javari e obrigam indígenas a tomarem cachaça e gasolina

Amazonia Real Por Elaíze Farias Publicado em: 20/04/2022 às 18:39
Garimpeiros invadem aldeia no Vale do Javari e obrigam indígenas a tomarem cachaça e gasolina
Citações
“Os garimpeiros oferecem bebida e dinheiro pros parentes, pro cacique. Os parentes estão incomunicáveis, estão desinformados com o que acontece fora de lá. Eles não sabem por que, por exemplo, os garimpeiros passaram a gostar dos Kanamari. Eu não duvido que os jovens que foram a Eirunepé foram para comprar alguma coisa que os garimpeiros pediram e acabaram mostrando as fotos da festa deles pros parentes Kanamari que estão em Eirunepé”

Kora Kanamari

 
Elaíze
Elaíze Farias

Cofundadora da Agência Amazônia Real e editora de conteúdo. Atuou como repórter na imprensa do Amazonas e especializou-se na produção de reportagens socioambientais na Amazônia com enfoque em povos indígenas e povos tradicionais, direitos territoriais, direitos humanos, impactos de grandes obras na natureza e nas populações amazônicas, entre outros assuntos. Possui Prêmio Imprensa Embratel, Prêmio Onça-Pintada de Jornalismo e Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico. É jornalista formada pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM). ([email protected]/[email protected])

2 Comentários

  1. rubens monteiro disse:

    É inaceitável que as populações indígenas estejam abandonadas e vivendo desprotegidas e a mercê de garimpeiros e autoridades omissas. O q assistimos é um massacre, um crime, o sofrimento p estas populações. É a nossa violação e perda.

  2. Este governo vem repetindo o mesmo genocídio indígena que ocorreu mo período da ditadura de 1964/1985. Invasões de TIS, violência contra os povos originários, assassinatos, contaminação dos rios, devastação da mata. O governo Bolsonaro repete as violações cometidas durante a ditadura militar

Deixe o seu comentário!

Prezados leitores e leitoras da Amazônia Real, o espaço de comentário do site é para sugestões, elogios, observações e críticas. É um espaço democrático e de livre acesso. No entanto, a Amazônia Real se reserva o direito de não aprovar comentários de conteúdo preconceituoso, racista, sexista, homofóbico, com discurso de ódio e nem com links de outros sites. Muito obrigada.