×
Imprensa

Jornalismo é alvo da violência na Amazônia, diz Repórteres Sem Fronteiras

Amazonia Real Por Leanderson Lima Publicado em: 21/09/2023 às 12:00
Citações

“O relatório ‘Amazônia: Jornalismo em Chamas’ é resultado de um esforço de pesquisa que considera esse período, esses 12 meses, e tem essencialmente duas frentes: uma frente de um levantamento de casos de ataque com jornalistas e comunicadores que atuam na região da Amazônia Legal e aí a gente montou junto com duas jornalistas locais, uma que está em Manaus e outra que está em Belém, e um colega da RSF, um pesquisador, uma equipe de pesquisa, um observatório para fazer um levantamento destes casos para fazer as verificações, as documentações desses episódios de violência e categoriza-los de certa forma, no sentido objetivo de entender as dinâmicas de violência por detrás desses ataques à imprensa”.


 

Artur Romeu, diretor da RSF para a América Latina


Links:


https://www.abraji.org.br/noticias/abraji-repudia-ameaca-de-morte-a-reporter-fotografico-do-amazonas


https://amazoniareal.com.br/jornalistas-do-norte-revelam-riscos-na-cobertura-de-atos-antidemocraticos/


https://amazoniareal.com.br/especiais/ele-pesa-quatro-ponto-300/


https://amazoniareal.com.br/jornalismo-para-que/


Local de Cobertura
Leanderson
Leanderson Lima

É graduado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelo Centro Universitário Nilton Lins. Tem MBA executivo em Gestão de pessoas e coaching, pelas Faculdades Idaam. Com 18 anos de experiência profissional, atuou por veículos como Jornal A Crítica, Correio Amazonense, Jornal do Commercio e Zero Hora (RS). Na televisão trabalhou na TV A Crítica, Rede TV! Manaus, e na rádio A Crítica, como comentarista. É o vencedor do Prêmio Petrobras de Jornalismo de 2015, com a reportagem “Chute no Preconceito”.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Prezados leitores e leitoras da Amazônia Real, o espaço de comentário do site é para sugestões, elogios, observações e críticas. É um espaço democrático e de livre acesso. No entanto, a Amazônia Real se reserva o direito de não aprovar comentários de conteúdo preconceituoso, racista, sexista, homofóbico, com discurso de ódio e nem com links de outros sites. Muito obrigada.