Povos Indígenas

O casamento das índias juma gerou polêmica internacional

Por Kátia Brasil Publicado em: 20/10/2013 às 20:40
O casamento das índias juma gerou polêmica internacional
Kátia
Kátia Brasil

Kátia Brasil é jornalista formada pela Faculdade de Comunicação e Turismo Hélio Alonso, no Rio de Janeiro, em 1990. Tem experiência em jornal, rádio, e TV em pautas investigativas de política, economia, direitos humanos e meio ambiente. Em março de 1990 mudou-se para a Amazônia. Em Roraima trabalhou nos jornais O Estado de Roraima e A Gazeta de Roraima, TV Educativa, e no O Globo. No Amazonas, onde reside, trabalhou no Amazonas Em Tempo, TV Cultura, O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo Entre os prêmios que ganhou está o Esso de Jornalismo Região Norte com reportagem “Bandeira do Brasil Hasteada na Fronteira”, publicada pelo jornal A Gazeta de Roraima. É cofundadora e editora-executiva da agência Amazônia Real. ([email protected])

3 Comentários

  1. Avatar Iria Maria Royer - [email protected] disse:

    Um grande NÃO á venda por FHC de 50% do território brasileiro, SIM à proteção dos indígenas, continua na gaveta da presidente Dilma aguardando o NÃO PARA OIT N.169. Para a ONU hoje aliada a oligarquia da esquerda, “é bom” está chegando para eles o momento do Brasil caladinho, eles virão, e tomarão 50% do território. Temos que exigir, MANDAR se for preciso a senhora DILMA NEGAR, diser um grande NÃO PARA OIT N.169. Data Fatal no dia 24/07/2014. Nós sabemos que ela quer mesmo tomar tudo dos brasileiros, implantar comunismo no Brasil, e para isto ela faz de tudo, mesmo inconstitucional, contra o povo, não conhece nem hierarquia, faz tudo o que bem quer, e os brasileios que deveriam agir, penso até que muitos (ao menos os do Congresso) nem sabem nada sobre isto. Da-lhe NÃO, NÃO ou nós daremos um GRANDE NÃO para a senhora.

    • Avatar Gilberto disse:

      Estava até achando seu comentário interessante e realista até chegar na parte da ficção cientifica de que vai implantar o comunismo aqui.

Deixe o seu comentário!

Prezados leitores e leitoras da Amazônia Real, o espaço de comentário do site é para sugestões, elogios, observações e críticas. É um espaço democrático e de livre acesso. No entanto, a Amazônia Real se reserva o direito de não aprovar comentários de conteúdo preconceituoso, racista, sexista, homofóbico, com discurso de ódio e nem com links de outros sites. Muito obrigada.